sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

A terminar

Falta cada vez menos para o ano terminar. Está na altura de começar a fazer-mos um balanço sobre o que foram as nossas prioridades e opções deste ano. O que fizemos de bem e de mal, as atitudes que tomámos ou das que não tivemos coragem de tomar, saber e conhecer as pessoas que caminham connosco e as que me estendem o pé para cairmos.

A importância deste balanço vai ser relevante no próximo ano. Ainda é cedo para fazer a "ata" final, mas está na altura certa para me endireitar e perceber muitas coisas. O rumo a seguir, quem vai e quem fica, delinear prioridades, etapas e objetivos.

2015 foi e está a ser um ano de muita mistura. Situações difíceis, perdas irreversíveis, entre tantas coisas. Mas o mais importante é guardar e recordar o que ficou de bom, apesar de existirem marcas que jamais o tempo apagará em mim.

Agora é seguir em frente, guardar os dias de sol, os dias coloridos, os dias felizes, os dias de sorriso e riso. Levar para o novo ano, que se aproxima, a gratidão da vida, do que temos e conseguimos obter ao longo dela, pelo que ela nos dá e ter fé para olhar além do que conseguimos ver e perceber que os episódios maus não nos movem, mas prendem os nossos pés ao chão, não nos deixando caminhar e avançar. Um novo ano, um novo começo, uma lufada de ar fresco (e não, não é do inverno). E, apesar, dos dias mais frios e mais cinzentos termos a certeza e a convicção que um novo dia chegará e será permitido começar de novo.

«Obrigada» deverá passar a ser palavra obrigatória ao final de cada dia. Aceita, vive, sobrevive, sorri, chora, berra, ama, faz o que te der na real gana, mas no final agradece por mais um dia, por mais uma luta, por todos os sentidos. Sorri apesar de tudo o que te possa acontecer. O segredo está aí, em (so)rrir a cada situação e continuar de cabeça erguida, descobrir e redescobrir a capacidade de fazer isso mesmo, brilhar com um simples e majestoso sorriso. Porque o sol que há dentro de nós, dá-nos o brilho que mais ninguém tem.

Acredita em ti, mais do que outra pessoa qualquer. Luta pelo que queres, pelos teus sonhos. Se não fores tu a acreditar em ti e a lutar pelo que queres, ninguém o fará!

Reinventa-te. Aceita. Sorri. Brilha. Segue em frente. Ergue a cabeça. Brilha. Arrasa. E no fim, agradece! 




Sem comentários:

Enviar um comentário