sábado, 28 de novembro de 2015

{respira fundo} ❥❥❥

Quando tudo parece estar a começar a dar certo, (PUMBA) vem a vida e prega-nos uma rasteira. Mas, eu consigo! Sei que sim! Não vou desistir.


«Há dias em que a vida vai acertar-te na cara, vai fazer-te cair do trapézio e não te dá rede, vai fazer-te viver o escuro, a sombra, o avesso e o lado que ninguém quer.
Vai fazer-te enfrentar, de olhos abertos, o encandeamento que não te deixa ver bem. E mostrar-te que, às vezes, é pela demasiada proximidade do ponto que vês tudo desfocado.
{respira fundo}
Não te prometo que vai ficar tudo bem à primeira, ou à segunda, ou à centésima tentativa. Nem sempre as voltas que o mundo dá te deixam no lugar certo. 
Não te prometo que vai ser fácil e simples e limpo, porque é o deserto que tens de atravessar. Mas prometo que nas margens do teu coração indizível vais achar [sempre] a solução que procuras. E que quando um dos lados não te bastar, terás sempre, e sempre, o outro. 
Para nadar, precisas de estar preparado para ir e voltar e ir mais uma vez. E precisas errar e acertar e (re)fazer tudo outra vez.» 
Retirado do "Às nove no meu blogue"

Sem comentários:

Enviar um comentário