segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Sobre ontem

Para os meus amigos sportinguistas não dizerem que fiquei sem internet ou que perdi a voz, que apesar da derrota que sofremos, não, não estou com azia, quem tem o escudo de campeão nacional somos nós (bicampeão, diga-se de passagem, já agora). Jogámos mal. Temos um jogo em atraso, é certo, mas isso não é desculpa para nada. Aliás, mesmo vencendo esse mesmo jogo, ainda há pontos de atraso em relação à outra equipa.

Estou triste. Triste não pela derrota contra o Sporting. Fico triste cada vez que o meu clube perde contra quem quer que seja. Sabíamos que ia ser um jogo difícil. De um lado, uma equipa com um treinador recente que conhece melhor que ninguém o adversário e toda a sua estrutura. Do outro, uma equipa com um treinador que chegou quase de rompante e agarrou no trabalho deixado alterando pouco.

Mas sabem, pode ser que esta derrota abra os olhos a quem de direito. Vencer ao Benfica a jogar na luz, ou melhor, vencer ao Benfica onde quer que seja, para os sportinguistas (alguns) mais parece que venceram um campeonato. Parabéns, mereceram. Façam a festa. 

E agora nós, meu Benfica, nunca desistam de nós, porque nós nunca desistimos de vocês. Olhem à vossa volta e dia 22 de Novembro joguem como se o mundo acabasse no dia seguinte, joguem num "vale tudo até arrancar olhos", mas cuidado com as faltas, claro. Ontem perdemos o jogo, mas eles só ganharam única e exclusivamente três pontos. Agora, se no dia 22 ganharmos pela margem mínima eles são eliminados da taça. 

Deixemos eles pensarem que está tudo "no papo". Deixemos eles brilharem contra as equipas ditas "mais pequenas". Deixemos eles ficarem com o ego em altas. Deixemos que o treinador deles se ache o maior. Porque as surpresas acontecem. Quando tudo menos esperar uma dessas "pequenas" equipas vence um jogo e empata outro, e os pontos vão se perdendo. No fim, ajoelham-se após o apito final do jogo. No fim, a história repete-se.



Só sei que isto ainda agora está a começar e muita água há-de correr no rio, no entanto, não sou benfiquista apenas nas vitórias, sou benfiquista nas derrotas e essas são só nossas. A nós massa benfiquista resta-nos continuar a apoiar os nossos jogadores, treinador, a cada jogo, a acreditar e lutar. Porque no fim, a vitória terá um gosto diferente.

Sem comentários:

Enviar um comentário