quinta-feira, 1 de outubro de 2015

coisas de gaja (de algumas)

Confesso que adoro ver as miúdas de 5/6 anos (ou mais, depende) de ténis de luzes a passear. Aquelas coisas de meninas, por vezes mariquices das mães, tias, avós, madrinhas, etc (duvido que os homens, na maior parte, o façam). Ficam tão giras! Nessas idades tudo (quase tudo) fica giro e fofo. Atenção, gosto na rua, num parque a brincar, nas férias, não para levar para a escola!

Sinceramente não me lembro se usei e se for perguntar à minha ela muito provavelmente também não se irá lembrar. Se me os tivessem calçado, eu deveria de andar toda feliz da vida, suponho eu, tal e qual como andei com aquelas maravilhas de roupas que todas as mães nos vestiam (graças a Deus que a moda muda).

No outro dia, entre as muitas imagens que tenho guardadas no computador e no disco, encontrei estes ténis e só me ocorreu um pensamento: uns destes, nas noites em que fui sair este verão e dancei até me vir embora tinha sido brutal! 


Enviei isto à R. (uma rapariga que conheci este Verão). Ela adorou assim como eu. Se da primeira vez que dançamos sem parar tivéssemos uns destes é que era. Se sem eles foram quatro horas, e não estou a exagerar, sem parar, assim seria até de manhã ou mais. Entre saltos e saltinhos, pulos e pulinhos, durante tantas horas os ténis até ficavam cansados. 

print de um vídeo nosso a dançar



Sem comentários:

Enviar um comentário